Tudo sobre o Teste Físico (TAF) do Concurso PMESP - Concurso Policial - o passo-a-passo para se tornar policial

Etapas do Concurso

Tudo sobre o Teste Físico (TAF) do Concurso PMESP

Capitão Danillo
Escrito por Capitão Danillo
Tudo sobre o Teste Físico (TAF) do Concurso PMESP
Dicas e técnicas para chegar à aprovação mais rápido

Aprenda a se preparar para o seu Concurso Policial:

Chegou a hora de analisar o Exame de Aptidão Física, ou Teste de Aptidão Física (TAF) do Concurso de Soldado da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), uma das etapas centrais para o Concurso PMESP, mas que, infelizmente, é ignorada por muitos candidatos, que acabam reprovando no TAF mesmo tendo bom desempenho na prova de conhecimentos.

Neste artigo você vai entender em detalhes como funciona o Exame de Aptidão Física (baseado no edital do concurso 2019), para evitar surpresas quando for convocado para essa etapa.

Não adianta tentar treinar para o TAF pouco antes dos testes, pois condicionamento físico se adquire com o tempo. Leia esse artigo até o final para compreender os índices, as provas e as regras do Teste Físico do Concurso PM-SP.

Vamos lá!

O que é o Exame de Aptidão Física

Exame Aptidão Física PM-SP

O exame de aptidão ou capacidade física é realizado no concurso da PMESP para verificar se os candidatos estão aptos fisicamente a exercer a profissão. São testes que visam identificar se o candidato possui:

  • Velocidade;
  • Coordenação motora;
  • Força/Potência Muscular;
  • Flexibilidade;
  • Equilíbrio;
  • Capacidade aeróbica (esforço de média ou baixa intensidade por tempo extenso);
  • Capacidade anaeróbica (esforço de alta intensidade por tempo breve).

Esses atributos são necessários para que o você esteja preparado a passar pelo Curso de Formação de Soldados e para exercer todas as atividades da carreira.

Requisitos para o Exame de Aptidão Física

A Polícia Militar paulista estabelece alguns requisitos para que o candidato se adeque e possa ser considerado habilitado para realizar o exame. Veja quais são os requisitos exigidos:

  • Apresentação de laudo médico (expedido por órgão público ou particular);
    • Para gestantes, apresentar laudo médico específico para os testes da PM;
    • Na impossibilidade de apresentar o laudo, o candidato assinará termo de responsabilidade.
  • Trajar vestimenta adequada para a prática desportiva;
    • Calção/shorts (masculino);
    • Vestimenta esportiva tipo “legging”, corsário ou bermuda com tecido esportivo tipo suplex ou lycra (feminino)
    • Tênis ou sapatilhas, meias e camiseta.
  • É autorizado ao candidato o uso de relógio.

Os testes exigidos no TAF da PMESP

Teste Físico PM de São Paulo

Preenchidos os requisitos necessários, você vai realizar os testes de aptidão.

O primeiro teste é o teste de altura! É exatamente isso que você leu. O candidato só realizará os demais testes físicos se comprovar altura mínima exigida – 155 cm para mulheres e 160 cm para homens.

Comprovada a altura, o candidato seguirá para os testes seguintes:

  • Flexão e extensão de cotovelos;
  • Resistência abdominal, em decúbito dorsal (tipo remador);
  • Corrida de 50 metros;
  • Corrida de 12 minutos.

Cada um dos testes previstos terá a pontuação compreendida entre 10 e 100 pontos. Para o candidato ser considerado apto nessa etapa, é necessário alcançar:

  • No mínimo, a marca correspondente a 10 pontos em cada um dos testes;
  • E também, no mínimo, 201 pontos no somatório geral obtido nos 4 testes.

Isso significa dizer que não basta obter 201 pontos no somatório e em um dos testes sua pontuação ser inferior a 10 pontos, pois isso levaria à desclassificação. As pontuações mínimas são exigidas de maneira simultânea, conforme visto acima.

Flexão e extensão de cotovelos sobre o solo

Esse teste é mais conhecido como apoio de frente sobre o solo. O candidato deverá apoiar as mãos no solo, braços totalmente estendidos e dedos indicadores paralelos e voltados para frente.

Ao sinal do avaliador o candidato deverá flexionar os cotovelos até formar uma angulação mínima de 90 graus e aproximar o tórax a 10 centímetros do solo, devendo retornar à posição inicial.

Para as mulheres, o exercício realizado é o mesmo. No entanto, elas deverão apoiar os joelhos em um banco sueco de 36 cm.

Assim, é contabilizado o número de flexões realizadas em 60 segundos. A partir da quantidade obtida, será feita a pontuação, da seguinte forma:

Masculina

  • 14 flexões – 10 pontos
  • 16 flexões – 20 pontos
  • 18 flexões – 30 pontos
  • 20 flexões – 40 pontos
  • 22 flexões – 50 pontos
  • 24 flexões – 60 pontos
  • 26 flexões – 70 pontos
  • 28 flexões – 80 pontos
  • 30 flexões – 90 pontos
  • 32 flexões – 100 pontos

Feminina

  • 16 flexões – 10 pontos
  • 18 flexões – 20 pontos
  • 20 flexões – 30 pontos
  • 22 flexões – 40 pontos
  • 24 flexões – 50 pontos
  • 26 flexões – 60 pontos
  • 28 flexões – 70 pontos
  • 30 flexões – 80 pontos
  • 32 flexões – 90 pontos
  • 34 flexões – 100 pontos

Resistência abdominal (tipo remador)

Esse teste consiste em flexionar o tronco e quadril, simultaneamente com a flexão dos joelhos, adotando a posição sentada, mantendo os braços estendidos à frente do corpo e paralelos ao solo, de forma que se verifique o alinhamento dos cotovelos.

O candidato deve começar na posição deitada de barriga para cima e braços esticados, tocando o solo acima da cabeça. Realiza a flexão, sem tocar as mãos no chão e retorna à posição inicial.

A quantidade de repetições será computada dentro de 60 segundos, mas serão contabilizadas para fins de pontuação apenas as execuções corretas do exercício.

Para essa atividade, os maiores erros cometidos pelos candidatos são:

  • Não ultrapassar o cotovelo dos joelhos na flexão;
  • Apoiar as mãos no solo no momento da flexão;
  • Retirar os pés do chão;
  • Não estender os braços atrás da cabeça;
  • Não tocar os braços estendidos no solo acima da cabeça.

Indico um bom treino antes da realização do teste, para que você chegue à prova com segurança na realização dos movimentos. Quanto mais você treinar, menos serão as chances de erro.

Para fins de pontuação, a banca examinadora marca da seguinte maneira:

Masculina

  • 24 abdominais – 10 pontos
  • 26 abdominais – 20 pontos
  • 28 abdominais – 30 pontos
  • 30 abdominais – 40 pontos
  • 32 abdominais – 50 pontos
  • 34 abdominais – 60 pontos
  • 36 abdominais – 70 pontos
  • 38 abdominais – 80 pontos
  • 40 abdominais – 90 pontos
  • 42 abdominais – 100 pontos

Feminina

  • 18 abdominais – 10 pontos
  • 20 abdominais – 20 pontos
  • 22 abdominais – 30 pontos
  • 24 abdominais – 40 pontos
  • 26 abdominais – 50 pontos
  • 28 abdominais – 60 pontos
  • 30 abdominais – 70 pontos
  • 32 abdominais – 80 pontos
  • 34 abdominais – 90 pontos
  • 36 abdominais – 100 pontos

Corrida de 50 (cinquenta) metros

Esse teste é bem simples. Será cronometrado o tempo que o candidato leva para correr 50 metros por uma superfície completamente plana.

É um teste realizado para medir a velocidade e a capacidade anaeróbica. São computados os segundos e seus decimais para fins de pontuação:

Masculina

  • 9″00 – 10 pontos (leia-se: 9 segundos)
  • 8″75 – 20 pontos (leia-se: 8 segundos e 75 décimos)
  • 8″50 – 30 pontos
  • 8″25 – 40 pontos
  • 8″00 – 50 pontos
  • 7″75 – 60 pontos
  • 7″50 – 70 pontos
  • 7″25 – 80 pontos
  • 7″00 – 90 pontos
  • 6″75 – 100 pontos

Feminina

  • 10”25 – 10 pontos
  • 10”00 – 20 pontos
  • 9″75 – 30 pontos
  • 9″50 – 40 pontos
  • 9″25 – 50 pontos
  • 9″00 – 60 pontos
  • 8″75 – 70 pontos
  • 8″50  – 80 pontos
  • 8″25 – 90 pontos
  • 8″00 – 100 pontos

Corrida de 12 (doze) minutos

Neste último teste, será verificado quantos metros o candidato consegue correr dentro de 12 minutos.

Nele, o intuito é apurar a capacidade aeróbica do candidato e também sua velocidade. Assim, a pontuação é realizada pela distância da corrida:

Masculina

  • 1900m – 10 pontos
  • 2000m – 20 pontos
  • 2100m – 30 pontos
  • 2200m – 40 pontos
  • 2300m – 50 pontos
  • 2400m – 60 pontos
  • 2500m – 70 pontos
  • 2600m – 80 pontos
  • 2700m – 90 pontos
  • 2800m – 100 pontos

Feminina

  • 1600m – 10 pontos
  • 1700m – 20 pontos
  • 1800m – 30 pontos
  • 1900m – 40 pontos
  • 2000m – 50 pontos
  • 2100m – 60 pontos
  • 2200m – 70 pontos
  • 2300m – 80 pontos
  • 2400m – 90 pontos
  • 2500m – 100 pontos

Dicas para um bom Teste Físico

Dicas para um bom TAF

Agora que já sabe como ocorrem os Testes de Aptidão Física da Polícia Militar do Estado de São Paulo, você já pode iniciar a preparação. Considere também as dicas a seguir para um bom TAF:

  • Vá descansado! Todos os testes serão realizados em um único dia. É muito importante que tenha tido uma excelente noite de sono. O sono ajuda o corpo a se recompor e você poderá dar o máximo de si.
  • Vá alimentado! Sim, muitos candidatos não se alimentam adequadamente. Lembre-se que o examinador pode parar o teste e desclassificá-lo por falta de condições para continuar.
  • Beba água! Mas, claro, moderadamente. Prefira reposição periódica após cada teste realizado.

Veja também essas 10 dicas para realizar um TAF de qualidade.

Agora deixe um comentário com dúvidas e/ou sugestões de conteúdo. Faço questão de responder na primeira oportunidade.

Vamos conversando.

Quer mais conteúdo?

Deixe um comentário com dúvidas, pedidos ou sugestões: