Carreira Policial

Esta história mostra a sensibilidade de um policial

Danillo Ferreira
Escrito por Danillo Ferreira
Esta história mostra a sensibilidade de um policial
Conteúdos atualizados para sua preparação

Entre no nosso Grupo de Estudo por e-mail:

Era um dia comum no plantão do Doutor César, delegado que estava de serviço na Delegacia Regional de Presidente Dutra, cidade no interior do Maranhão que conta com cerca de 47 mil habitantes. Em dado momento do dia, foi chamado por uma colega, que lhe apresentou um grupo de crianças que estavam ali “para falar com o delegado”.

Foi aí que o Delegado César Ferro ouviu a reclamação dos meninos: eles estavam brincando na rua e uma vizinha acabou se apropriando da bola deles, após reclamar que o brinquedo batia e barulho em seu portão. O delegado contou ao portal G1 sobre a ocorrência:

“Pediram providências da polícia para recuperar a bola, já que a vizinha tinha se apropriado indevidamente dela. Foi um fato inusitado. Nunca tinha acontecido de crianças procurarem a delegacia para resolver esse tipo de coisa”.

No vídeo a seguir, os detalhes da situação:

A rotina do trabalho policial

A maioria do trabalho realizado pelos policiais é a gestão de pequenos conflitos. Mesmo que uma ocorrência como essa pareça algo insignificante para muitas pessoas, para quem está diretamente envolvido é algo muito importante, às vezes aflitivo e incômodo.

Vizinhos que brigam por causa de som alto, microempreendedores que têm seu estabelecimento danificado por algum cliente, pequenos acidentes de trânsito, discussões e conflitos diversos. Essas ocorrências quase “invisíveis” tomam boa parte do nosso tempo na polícia.

Delegado ajuda crianças
O Delegado César Ferro e as crianças. Foto: G1

Cada cidadão vê na polícia, e no policial, alguém com a capacidade de mediar aquilo que o calor do momento não consegue resolver. Por isso o policial precisa estar sereno, consciente e preparado para ajudar os demais.

A sensibilidade do policial

História de sensibilidade policial

Outro aspecto importante que é possível notar nesse caso do Maranhão é a sensibilidade do Delegado, que tira dinheiro do próprio bolso para doar uma bola às crianças.

Enquanto muito se fala do policial insensível, brutamontes, grosso e violento, no dia-a-dia há muitos exemplos positivos de policiais que lidam com as ocorrências de maneira sensível e cuidadosa.

Essa capacidade de ajudar e se colocar no lugar do próximo é uma das características mais importantes para exercer a profissão.

E você, o que achou dessa ocorrência? Como agiria se estivesse no lugar do Delegado?

Deixe um comentário. Faço questão de ler e responder na primeira oportunidade.

Vamos conversando!

Quer mais conteúdo?

Deixe um comentário com dúvidas ou sugestões de conteúdo...