Prova do Concurso PM-RJ Comentada e Analisada (História) - Concurso Policial - o passo-a-passo para se tornar policial

Material de Estudo

Prova do Concurso PM-RJ Comentada e Analisada (História)

Capitão Danillo
Escrito por Capitão Danillo
Prova do Concurso PM-RJ Comentada e Analisada (História)
Dicas e técnicas para chegar à aprovação mais rápido

Aprenda a se preparar para o seu Concurso Policial:

Responder questões é o treinamento prático para concurso público: é a melhor forma de avaliar seu desempenho e entender como os conteúdos estudados são cobrados na prova.

Por isso tenho publicado aqui no Concurso Policial uma série de textos comentando questões de concursos policiais diversos, para que você entenda passo a passo como as questões podem ser resolvidas.

Hoje nossa tarefa é responder as questões da prova de História do Concurso de Soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.

Leia com atenção cada questão, cada alternativa, e confira o comentário. Ao final você vai ter aprendido mais o conteúdo e entendido o que chamo de DNA da banca do concurso PMERJ.

O Conteúdo de História no Concurso PMERJ

Conteúdo de História - Concurso PM-RJ

O edital do último concurso PM-RJ traz o seguinte conteúdo programático na disciplina História:

  1. A expansão Ultramarina Portuguesa dos séculos XV e XVI.
  2. O sistema colonial português na América – Estrutura político­administrativa, estrutura sócio­econômica, a escravidão (as formas de dominação econômico­sociais); as formas de atuação do Estado Português na Colônia; a ação da Igreja, as invasões estrangeiras, expansão territorial, interiorização e formação das fronteiras, as reformas pombalinas, rebeliões coloniais. Movimentos e tentativas emancipacionistas.
  3. O período joanino e o processo de independência – A presença britânica no Brasil, a transferência da Corte, os tratados, as principais medidas de D. João VI no Brasil, política joanina, os partidos políticos, revoltas, conspirações e revoluções, emancipação e conflitos sociais, o processo de independência do Brasil.
  4. Brasil Imperial­ – O Primeiro Reinado, o Período Regencial e o Segundo Reinado: aspectos, políticos, administrativos, militares, culturais, econômicos, sociais, territoriais, a política externa, a questão abolicionista, o processo de modernização, a crise da monarquia e a proclamação da república.

Agora vejamos o que caiu, de fato, na prova do concurso.

QUESTÃO 01

Questão do concurso PMERJ

No plano interno, Marquês de Pombal instituiu uma reforma que desagradou muitos daqueles que viviam das regalias oferecidas pela Coroa Portuguesa:

A) Incentivou o desenvolvimento de uma indústria nacional com pretensões de diminuir a dependência econômica do país.

B) A expulsão dos jesuítas do Brasil.

C) A criação de várias companhias de comércio incumbidas de dar maior fluxo às transações comerciais entre a colônia e a metrópole.

D) O chamado Erário Régio tinha como papel controlar os gastos do corpo de funcionários reais e, principalmente, reduzir os seus gastos.

Comentário

A questão traz uma pegadinha traiçoeira para os candidatos. A expulsão dos jesuítas no Brasil foi, de fato, uma medida adotada pelo Marquês de Pombal. Mas não se relaciona com o que pede o enunciado: “uma reforma que desagradou muitos daqueles que viviam das regalias oferecidas pela Coroa Portuguesa“.

A única alternativa que cumpre o que é pedido na questão é a letra “D”, a criação do Erário Régio. Essa é a alternativa correta.

QUESTÃO 02

Questão Soldado PM-RJ

Assinale a alternativa correta, quanto às afirmativas abaixo, sobre a Insurreição Pernambucana:

I – A Insurreição Pernambucana ocorreu no contexto da ocupação holandesa na Região Nordeste do Brasil, em meados do século XVII.

II – Representou uma ação de confronto com os holandeses por parte dos portugueses, comandados principalmente por João Fernandes Vieira, um próspero senhor de engenho de Pernambuco. 

III – Nessa luta contra os holandeses, os portugueses contaram com o importante auxílio de alguns africanos libertos e também de índios potiguares.

IV – A oposição dos portugueses aos holandeses ocorreu em decorrência da intensificação da cobrança de impostos e também da cobrança dos empréstimos realizados pelos senhores de engenho de origem portuguesa com os banqueiros holandeses.

A) Apenas as afirmativas I, II e IV estão corretas.

B) Apenas as afirmativas I, III e IV estão corretas.

C) Apenas as afirmativas I e IV estão corretas.

D) Todas as afirmativas estão corretas.

Comentário

A Insurreição Pernambucana foi uma revolta dos portugueses contra a presença dos holandeses no Nordeste do Brasil, entre os anos de 1645 e 1654. Um dos nomes mais relevantes foi o de João Fernandes Vieira, senhor de engenho responsável por liderar os portugueses.

Além de impor altos impostos aos senhores de engenho, os holandeses tentavam impor a religião judaica aos portugueses cristãos. Para expulsar os holandeses, os senhores de engenho de Pernambuco se juntaram à outras capitanias, tendo a ajuda, inclusive de lideranças indígenas e africanos libertos.

Portanto, todas as afirmativas estão corretas. Alternativa correta é a letra “D”.

QUESTÃO 03

Questão de História - Concurso PM-RJ

A Batalha do Jenipapo, ocorrida no dia 13 de março de 1823, foi um confronto:

A) Que evidencia as péssimas condições de vida da população mais pobre e domínio político e econômico dos grandes fazendeiros.

B) Considerado fundamental no processo de independência e consolidação do território brasileiro.

C) Que se consistiu numa sublevação de caráter racial, de escravos africanos, organizados em tomo de propostas radicais para libertação dos demais escravos africanos.

D) Que teve início entre as elites militares, médicas e jornalistas do atual município de Campo Maior, na província do Piauí.

Comentário

A Batalha do Jenipapo nada tem a ver com uma revolta de caráter social/econômico, como diz a letra “A”, nem racial, como diz a letra “B”. Embora tenha ocorrido no município de Campo Maior, a batalha teve, do lado brasileiro, pessoas simples, como lavradores, artesãos, escravos, roceiros, vaqueiros etc.

A alternativa correta é a letra “B”, já que a Batalha do Jenipapo foi fundamental no processo de independência e consolidação do território brasileiro.

QUESTÃO 04

Questão do concurso PMERJ - História

O sentido da colonização – A atividade colonizadora europeia aparece como desdobramento da expansão puramente comercial. Passou-se da circulação para a produção, no caso português, esse movimento realizou-se através da agricultura tropical. Os dois tipos de atividade, circulação e produção, coexistiram. Isso significa que a economia colonial ficou atrelada ao comércio europeu. Segundo Caio Prado Jr., o sentido da colonização era explícito:

A) Como elemento da expansão mercantil da Europa, regulado pelos interesses da nobreza.

B) Fornecer produtos tropicais e minerais para o mercado externo.

C) A colônia transforma-se em instrumento de poder da metrópole, o fio condutor, a prática mercantilista, visara essencialmente o poder da própria burguesia.

D) Na centralização do poder como condição para os países saírem em busca de novos mercados.

Comentário

Essa é mais uma questão de interpretação de texto do que uma questão de História. A letra “A” está errada porque traz a palavra “nobreza”, que sequer é citada no enunciado. A letra “C” aponta que a prática mercantilista visava o poder da burguesia – outro “jabuti” que não está presente na chamada da questão. Na letra “D”, fala-se em “centralização do poder”, o que também não está presente no enunciado.

É importante se apegar ao que pede a questão, ou seja, a alternativa correta deve expressar o que está presente na citação ao historiador Caio Prado Jr. A letra “B” é a correta: “Fornecer produtos tropicais e minerais para o mercado externo”.

QUESTÃO 05

Prova do concurso PM-RJ

Após a deflagração da Revolução de Avis, Portugal passou por um processo de mudanças onde não podemos afirmar que:

A) A nacionalização dos impostos, leis e exércitos favoreceram a ascendência das atividades comerciais de sua burguesia mercantil.

B) A prosperidade material alcançada por meio desse conjunto de medidas ofereceu condições para o investimento em novas empreitadas mercantis.

C) Parte desse câmbio de mercadorias era intermediada pelos italianos genoveses que, via Mar Mediterrâneo, introduziam as especiarias orientais na Europa.

D) Nesse período, as principais rotas comerciais estavam voltadas no trânsito entre a Ásia (China, Pérsia, Japão e índia) e as nações mercantilistas europeias.

Comentário

A alternativa correta no gabarito é a letra “C”, pois a Revolução de Avis possibilitou aos portugueses a busca por novas rotas comerciais – embora a rota via Mar Mediterrâneo continuasse existindo. Na prática, essa é uma daquelas questões em que a alternativa “menos errada” deveria ser marcada.

Ebooks

Plano de Estudo – Concurso Soldado PMERJ

Conclusões sobre a prova

A prova de História do concurso de soldado da Polícia Militar carioca exigiu muita atenção dos candidatos. Além de ter estudado bem cada assunto, foi necessário ficar esperto para as pegadinhas.

O principal erro dos candidatos foi não considerar estritamente o que pediam os enunciados das questões. Muita atenção!

O que achou dessas questões? Deixe seu comentário concordando/discordando das análises. Faço questão de ler e comentar na primeira oportunidade.

Até a próxima!

😉

Quer mais conteúdo?

Deixe um comentário com dúvidas, pedidos ou sugestões: