Desmistificando a Investigação Social do Concurso PM-PR - Concurso Policial - o passo-a-passo para se tornar policial

Etapas do Concurso

Desmistificando a Investigação Social do Concurso PM-PR

Capitão Danillo
Escrito por Capitão Danillo
Desmistificando a Investigação Social do Concurso PM-PR
Dicas e técnicas para chegar à aprovação mais rápido

Aprenda a se preparar para o seu Concurso Policial:

Uma das etapas do concurso da Polícia Militar do Paraná que mais gera desconfiança e dúvidas entre os candidatos é a Investigação Social. Trata-se de uma fase que verifica os aspectos da vida pregressa e atual do candidato no que diz respeito a seu comportamento social.

Neste artigo você vai entender de maneira detalhada como funciona a Investigação Social do Concurso PM-PR (edital 2020), para quebrar alguns mitos existentes sobre isso.

Caso tenha alguma dúvida, deixe um comentário. Faço questão de responder.

Vamos lá!

O que é a Investigação Social

A fase da Investigação da Vida Social do candidato nada mais é do que uma análise da vida do cidadão na sua relação com a sociedade. Falar em vida pregressa significa dizer que cada ser humano tem um passado, um histórico de vida e de inserção social na comunidade.

A Polícia Militar julga importante uma investigação dessa socialização, a fim de entender como o candidato se relaciona com a coletividade, pois é dessa mesma maneira que, provavelmente, irá lidar com seus colegas de profissão e com a comunidade de maneira geral, quando exercer o cargo de soldado PM-PR.

Nesse sentido, os aspectos investigados são:

  • Aspecto moral
  • Dimensão Social
  • Vida profissional
  • Histórico Escolar
  • Demais aspectos de vida em sociedade
  • Antecedentes de caráter policial
  • Antecedentes de natureza criminal

Se o candidato possuir histórico de descontrole emocional, agressões físicas, verbais ou psicológicas, ou até problemas anteriores de natureza policial ou criminal, provavelmente não será considerado apto nessa fase do concurso.

Etapas da Investigação Social

A Investigação Social é composta por algumas etapas, conforme exposto no edital do concurso da PM-PR:

  • Entrega do formulário de dados biográficos (FDB), certidões e documentos;
  • Análise do FDB, certidões e documentos;
  • Investigação de sistemas;
  • Investigação de campo.

Entrega e análise do formulário de dados biográficos, certidões e documentos

Formulário de Investigação Social

Essas fases vão servir para registrar os dados sociais do candidato. De acordo com o edital, o candidato deverá preencher um Formulário de Dados Biográficos, identificando, por exemplo, onde estudou, se concluiu o ensino médio e outras informações que possam esclarecer um pouco sua vida até o momento presente.

Juntamente à entrega desse formulário, deverão ser entregues alguns documentos e certidões, que serão genericamente elencados:

  • Cópia do certificado de conclusão do ensino médio, se houver, ou documento equivalente;
  • Cópia da cédula de identidade civil ou documento oficial com foto;
  • Certidão de crimes eleitorais e de execuções penais;
  • Certidão de antecedentes criminais da Justiça Federal e da Justiça Militar da União;
  • Atestado de antecedentes criminais do Instituto de Identificação dos Estados ou órgão equivalente;
  • Certidão de órgão público a que pertence e/ou a que pertenceu o candidato nos últimos 5 (cinco) anos para averiguar se já respondeu por processo administrativo;
  • Certidão explicativa do Juizado Especial para candidatos que tenham termos circunstanciados de infração penal.

Todos esses documentos serão analisados a fim de averiguar a precedência dos candidatos. A instituição tenta barrar a incorporação de candidatos que sejam envolvidos com determinados crimes, infrações que hoje são arduamente combatidas pela Polícia Militar.

Investigação de sistemas

Investigação de Sistemas - Concurso PMPR

Após a análise dos documentos apresentados, os candidatos serão investigados via sistema. A investigação de sistema consiste na coleta de informações e dados pessoais referentes ao candidato, a fim de detectar condutas incompatíveis com a carreira militar.

Essa investigação é criteriosa. Por isso, apesar das certidões e documentos apresentados pelo candidato na fase anterior, a Polícia Militar refaz a investigação nos sistemas disponíveis, para confirmar (ou não) as informações fornecidas pelo candidato.

As condutas consideradas inadequadas e reprováveis nos aspectos da vida em sociedade, podem ser exemplificadas a seguir:

  • Candidatos que possuam antecedentes criminais ou que figurem como autores de contravenções penais, ou ainda indiciados por inquérito policial;
  • Candidatos que foram flagrados de posse de drogas ilícitas ou que fizeram ou fazem uso, ou ainda envolvidos com tráficos de drogas e outros ilícitos;
  • Candidatos com problema de alcoolismo, violentos e/ou agressivos, envolvidos em jogo de azar ou com prostituição;
  • Candidatos procurados pela justiça;
  • Candidatos que possuam registros funcionais desabonadores em seus locais de trabalho;
  • Candidatos inadimplentes e/ou desonestos em compromissos financeiros;
  • Candidatos habituais em infringir o Código de Trânsito Brasileiro
  • Candidatos possuidores de comportamento que possa comprometer a função de segurança pública ou a confiabilidade da Polícia Militar;

Investigação de campo

Investigação Social em campo - PMPR

A investigação de campo consiste na busca por informações in loco a respeito do candidato, na sua ambiência doméstica e social, a fim de verificar condutas desabonadoras nos locais em que reside, trabalha, estuda ou qualquer outro ambiente em que tenha convivido.

Essa investigação pode ser estendida ao período do curso de formação e é efetuada mediante a realização de diligências.

As diligências de Ambiência Social pretendem verificar:

  • Candidatos que mantiveram ou mantenham relações de amizade, convivência e conivência com indivíduos envolvidos em práticas delituosas;
  • Se, nos locais em que o candidato trabalha ou trabalhou, as atividades são ou eram idôneas e lícitas;
  • Se o candidato em seu local de trabalho possui as condições exigidas pela Polícia militar (assiduidade, pontualidade, honestidade, relacionamento com os colegas, entre outros)
  • Se o candidato é ou foi objeto de procedimento administrativo por transgressão no trabalho;
  • Se os locais onde frequentou ou costuma frequentar são compatíveis com a condição de futuro Militar Estadual.

As diligências de Ambiência Doméstica objetivam verificar:

  • Se o candidato proporciona condições mínimas de assistência e higiene à sua família e/ou dependentes;
  • Se o candidato apresenta posicionamento intransigente contra minorias étnicas, ideológicas, religiosas, raciais, culturais, sexuais, esportivas, visando à exclusão social desses grupos.

Espero que tenha ficado mais fácil para você entender como ocorre a Investigação Social do Concurso PM-PR. É uma fase fundamental no concurso, garantindo mais segurança à Corporação, à sociedade e a você mesmo, que precisa estar confiante de que vai trabalhar com pessoas idôneas.

Vamos nos falando.

Quer mais conteúdo?

Deixe um comentário com dúvidas, pedidos ou sugestões: