Entrevistas

Entrevista: o cotidiano de um Escrivão PC-DF

Danillo Ferreira
Escrito por Danillo Ferreira
Entrevista: o cotidiano de um Escrivão PC-DF
Dicas e técnicas para chegar à aprovação mais rápido

Aprenda a se preparar para o seu Concurso Policial:

Se você está estudando para o Concurso de Escrivão PC-DF, a entrevista a seguir vai ser bastante inspiradora e reveladora. Costumo dizer que conversar com policiais que atuam no cargo que você almeja é fundamental para tomar a decisão correta sobre fazer (ou não) o concurso.

Por isso estamos entrevistando policiais em diversas carreiras para que você entenda como é a rotina deles, o que eles fizeram para se preparar e quais são os conselhos que eles dão para os aspirantes a policial (você).

A seguir você vai ler a entrevista com o Escrivão da Polícia Civil do Distrito Federal David Vieira. Mesmo quem está interessado em outras carreiras policiais vai ser ajudado com a leitura dessa entrevista. Confira:

Concurso Policial: Como se preparou para passar no concurso da PC-Df?

Escrivão PCDF David Vieira: Na época, eu trabalhava das 9 às 19 e não tinha condições de pagar por cursinhos preparatórios caros. Fui estudando em casa, inicialmente por videoaula e posteriormente apenas por PDF. Comecei a estudar em maio de 2012 e a prova ocorreu em outubro de 2013. Estudava por volta de 3 a 5 horas por dia de segunda a sexta, e finais de semana de 7 a 9 horas. Estudava todos os dias e sempre fazendo muitos exercícios, que foi uma das coisas mais importantes para aprovação. Muita disciplina, foco e determinação durante todo o tempo de estudo.

Concurso Policial: Como é a rotina de trabalho de um escrivão da Polícia Civil do Distrito Federal?

Escrivão PCDF David Vieira: A rotina do escrivão de polícia do plantão é diferente da rotina do escrivão de polícia do expediente. Atualmente estou no expediente, então, trabalho de segunda a sexta, das 12h às 19h. A principal função é dar andamento nos inquéritos tombados por portaria, aqueles que a pessoa faz a ocorrência e depois se inicia a investigação. Na delegacia onde eu trabalho, cada um tem sua sala, seu armário e seu computador para trabalhar. Eventualmente vou para a rua, mas como o principal do meu serviço está na delegacia, sempre dou prioridade para dar andamento nos inquéritos, mas nada impede de ir para a rua investigar com os agentes de polícia.

Concurso Policial: Quais são as vantagens da profissão?

Escrivão PCDF David Vieira: A vantagem é você se sentir bem podendo ajudar a sociedade com seu trabalho. Toda vez que faço investigação, oitiva ou documentos, estou trabalhando no rumo da resolução do crime e que o autor pague pelo que fez. Claro que o serviço é em conjunto com os outros cargos da polícia inteira, mas é muito importante ver os resultados do trabalho acontecendo quando prendemos o autor de algum crime ou quando participamos de uma operação policial. O fato de nenhum dia ser igual é outra vantagem, pois você nunca sabe como se desenrolará o dia e não fica numa rotina muito fixa.

Concurso Policial: Quais são os desafios?

Escrivão PCDF David Vieira: Como uma função da segurança pública, corro risco de vida todos os dias que saio para trabalhar, então devo saber lidar com isso estando sempre atento a qualquer coisa. Tive de mudar meus hábitos, lugares que costumava frequentar, pois qualquer policial pode se tornar um alvo fácil se estiver em locais que não correspondem com um local seguro e tranquilo. A atenção deve fazer parte da vida também para proteção de meus familiares e amigos. No serviço em si, o maior desafio é ser muito organizado, pois há muito serviço a ser feito, e um escrivão que não seja organizado com sua lista de intimados, seus inquéritos e seu armário, terá problemas.

“Me dediquei 100% no que eu acreditava que poderia mudar meu rumo na vida”


Concurso Policial: Como foi a relação expectativa/realidade após passar no concurso?

Escrivão PCDF David Vieira: A realidade é bem próxima do que eu esperava. Eu sempre gostei desse tipo de serviço investigativo. Antes de me tornar escrivão de polícia, era soldado da Polícia Militar, então lá eu aprendi muita coisa que pude trazer como experiência para a Polícia Civil. Minha vida mudou bastante após tomar posse no primeiro concurso que passei, pois me deu condições financeiras de realizar diversos sonhos.

Concurso Policial: O que mudou na sua vida ao se tornar policial?

Escrivão PCDF David Vieira: Mudou meus hábitos e minha atenção para tudo ao meu redor. Além disso, mudou meu estilo de vida, pois pude ter experiências de viagens conhecendo lugares que sempre quis. Meu pai era policial (hoje aposentado), então aprendi muito crescendo e vendo ele atuar na área. Também me deu mais conhecimento sobre o mundo: acabo conhecendo histórias de pessoas de diversas realidades e com isso entendendo um pouco mais nosso país e mundo.

Concurso Policial: Valeu a pena?

Escrivão PCDF David Vieira: Sem sombra de dúvidas: valeu muito a pena! A aprovação no concurso público transformou minha vida, abrindo um leque de oportunidades enormes de atuar em prol da sociedade e ao mesmo tempo conseguir realizar meus sonhos nas viagens.

Concurso Policial: Que dicas você daria para quem sonha em seguir carreira?

Escrivão PCDF David Vieira: Primeiramente, deve querer muito. Não é fácil, então deve se dedicar muito nos estudos, no treinamento físico e se manter saudável para os exames médicos. Eu passei quase 2 anos estudando para concursos públicos na área de segurança pública e tive a oportunidade de ser aprovado em 4 deles. Nessa época, minha vida não era boa, eu só trabalhava, estudava e ia para a academia. Me dediquei 100% no que eu acreditava que poderia mudar meu rumo na vida, e no fim, foi o que de fato aconteceu. Resumindo, seria vontade de realizar seu sonho + inteligência emocional + estudos + disciplina + foco + garra + material de qualidade + plano de estudos = aprovação.

Quer mais conteúdo?

Deixe um comentário com dúvidas, pedidos ou sugestões: