A principal razão da desistência de passar no concurso da polícia

Técnicas de Estudo

A principal razão da desistência de passar no concurso da polícia

Capitão Danillo
Escrito por Capitão Danillo
A principal razão da desistência de passar no concurso da polícia
Dicas e técnicas para chegar à aprovação mais rápido

Aprenda a se preparar para o seu Concurso Policial:

Após muito tempo ajudando candidatos buscando a aprovação no concurso da polícia, percebi o seguinte: a grande maioria dos candidatos desiste da preparação ao longo do tempo.

O curioso é que muitos desses candidatos desistentes, quando o tempo passa, lamentam por não terem seguido em frente. Em alguns casos, esse arrependimento só acontece quando o limite de idade do concurso ou o contexto de vida já não permite retomar os estudos.

Seu planejamento não pode ser um obstáculo

Um dos maiores problemas que faz com que os candidatos acabem abandonando a preparação é o apego obsessivo ao planejamento criado. Ou seja: você cria um cronograma de estudos e, por não conseguir cumprir aquilo que você mesmo determinou, acaba admitindo que “não é capaz” de seguir estudando.

Esse tipo de conduta acaba tornando o planejamento dos estudos, uma ferramenta que deveria fazer você chegar mais próximo da aprovação, um empecilho, pois distorce sua visão sobre o que é necessário fazer para conquistar sua vaga.

Planejamentos são importantes, mas devem sempre considerar a sua realidade.

Em vez de parar de estudar porque não consegue cumprir o plano, simplesmente mude o plano.

Feito é melhor do que perfeito!

Nossa vida é feita de imprevistos, então nem sempre vamos conseguir manter a disponibilidade e disposição para estudar todos os dias. Mas aqui vai uma dica: quando não conseguir estudar as 3 ou 4 horas previstas no seu cronograma, estude meia hora ou o tempo que for possível.

Os estudos da segunda-feira fortalecem os estudos da terça-feira, que fortalecem o da quarta e assim por diante. Quebrar esse ciclo pode fazer com que a retomada exija muita energia, aumentando a possibilidade de procrastinação e desistência.

Feito é melhor do que perfeito. Respeitando seus limites pessoais (físicos e mentais) o importante é que você dê o seu melhor, chegando no dia da prova com a consciência de que seu papel foi cumprido, independentemente do resultado do concurso.

Quer mais conteúdo?

Deixe um comentário com dúvidas, pedidos ou sugestões: