Superior




Exatus é criticada em Concurso da PMES

119 Flares 119 Flares ×

Concurso Soldado PM Espírito Santo
A Exatus, banca escolhida para fazer o Concurso de Soldados da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ), está sendo muito criticada pelos candidatos que prestaram o concurso de soldado da PM do Espírito Santo, ocorrida no último domingo. Confira a matéria:

Candidatos que prestaram a primeira etapa do concurso da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), no último domingo, reclamam de atraso para aplicação da prova, confusão com fiscais e erros em questões.

A vendedora Dayany Oliveira disse que a prova foi entregue com 15 minutos de atraso. Próximo ao término, ela contou que um dos vigias do banheiro entrou na sala e começou a recolher a prova.

“Depois essa pessoa começou a discutir com a fiscal da prova e, com isso, o sinal tocou. Fui prejudicada porque estava preenchendo o gabarito e ainda faltava assinar o cartão. Prometeram que iríamos para a coordenação para terminar a prova. A coordenadora estava fazendo o pagamento dos fiscais e atendendo os candidatos ao mesmo tempo. Muita gente estava reclamando de erro do número do documento na prova. Ela se exaltou e mandou todo mundo embora”, relatou.

Dayany, que prestou prova no Ifes de Vitória, também falou que outros candidatos se queixaram do portão aberto antes do horário. “Saí de Alfredo Chaves para fazer essa prova. Fico revoltada. Quero entrar com uma ação na Justiça contra a empresa. Eles deviam nos dar alguma satisfação”, afirmou.

Já a coordenadora pedagógica do Centro de Evolução Profissional (Cepe), Ivone Goldner, disse que ouviu diversas queixas de alunos a respeito de desorganização do concurso.

“Eles me disseram que os fiscais estavam despreparados para dar informações e ainda recolheram a prova antes do prazo. Ela estava mal elaborada. Essa banca já causou tumulto em um concurso anterior, portanto havia um precedente desfavorável. Um concurso grande deste tipo exigia uma banca melhor. Infelizmente, o Estado acabou contratanto essa empresa novamente”, disse.

Ela orienta os concurseiros a reclamarem nos órgãos competentes, como o Ministério Público e a própria PMES.

A assessoria de imprensa da Exatus informou que não registrou ocorrência em nenhum dos 69 locais de prova e a empresa também não recebeu reclamações. Os candidatos interessados em entrar com recurso para anular alguma questão devem acessar o site www.exatuspr.com.br, clicar no link recursos e utilizar o número do CPF. O prazo final é até a meia-noite desta quarta-feira (dia 18). A data provável para o resultado da primeira etapa é dia 23 de outubro. As etapas seguintes ainda não foram definidas pela Exatus, segundo informações da assessoria de imprensa.

Foram 45.710 inscritos na prova e 11.190 ausentes. Ao todo, são oferecidas 1.623 vagas e 500 de cadastro de reserva.

É a segunda vez que a empresa Exatus realiza concurso para o PMES. Na primeira vez, houve invasão de local de prova por candidatos.

A Polícia Militar do Estado do Espírito Santo (PMES) não recebeu até o momento nenhum comunicado oficial do Ministério Público e também não foi protocolada qualquer reclamação formal do presente concurso junto à corporação. Caso seja formalizada alguma situação de irregularidade, a Polícia Militar tomará as providências cabíveis.

O Ministério Público do Estado do Espirito Santo (MPES), informou, por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, que recebeu diversas denúncias apontando irregularidades na aplicação das provas do Concurso da Policia Militar, realizado no domingo (15/09). O órgão informa, ainda, que apura o caso em questão e, se encontradas irregularidades, adotará as medidas legais cabíveis.

Esperamos que problemas como esses não ocorram no concurso da PMERJ – que, diga-se de passagem, é mais que três vezes maior que o da PMES.

Continue nos acompanhando para adquirir material de estudo, informações e dicas preciosas.curso informatica
119 Flares Twitter 0 Facebook 118 Google+ 1 Email -- 119 Flares ×

, , , ,

25 Responses to Exatus é criticada em Concurso da PMES

  1. Emanuelli Azevedo 19 de setembro de 2013 at 10:42 #

    Me preparei para fazer um concurso que não haviam profissionais de verdade para fazê-lo acontecer de forma correta e justa. Que vergonha o concurso da PMES 2013. A empresa que organizou a prova não tem como aplicar uma prova deste nível onde haviam quase 50 mil inscritos. Eu já apliquei provas e sempre tínhamos um treinamento antes da aplicação da prova, em minha sala nenhuma das aplicadoras sabiam dizer nada sobre o concurso, nem se quer leram o edital somente em nossa sala nos fazendo perder mais de 20 minutos de prova e não nos devolveram este tempo no final, esquecendo que eram 70 questões mais uma redação o que nos fez perder muito tempo. Não cobraram que tirassem o relógio, óculos de sol e muito menos q desligassem o celular e arrancassem a bateria, em minha sala três celulares tocaram e ninguém tomou a prova dos três candidatos, isso é uma vergonha para o ES, providências devem ser tomadas, candidatos saiam para o banheiro antes da prova, durante e demoravam. As aplicadoras estavam com piriri porque também não paravam em nossa sala e não colocavam ninguém em seu lugar, uma porcaria, a credibilidade da empresa ficou a zero comigo e por onde eu passar vou informar a todos que quando ela for aplicar a prova que ninguém a faça. O MP do ES deve tomar medidas cabíveis urgentemente ou a credibilidade dos concursos ocorridos no Estado cairá e muito, afinal não foi apenas uma pessoa que veio de outros estados, mais inúmeras e o Estado perderá todos nos próximos concursos afinal as denúncias já são muitas. Sei que se passar será um mérito meu, mas também sei que muitos que foram lá com colas tiraram as vagas de outros que se dedicaram assim como eu. ESTOU INDIGNADA, DECEPCIONADA.

  2. Aloiston castro 19 de setembro de 2013 at 22:00 #

    Saiu , eu e mais quatros amigos de Minas Gerais pra fazer esse concurso , não esperava toda essa bagunça e despreparo dos aplicadores , no qual nenhuma exigência do EDITAL foi mantida durante aplicação da prova , além de questões mal elaboradas , com mais de uma opção de resposta correta . Esse concurso na minha humilde opinião deveria ser cancelado , e todos os prejudicados reembolsados !!

  3. Raphael Nunes 21 de setembro de 2013 at 7:00 #

    Não consigo entender como escolhem essa banca de novo, fiz a prova de 2011 e fui prejudicado, a prova foi anulada depois a aplicaram outra prova e teve varias questões anuladas e apenas 120 se formaram num total de 650 vagas, dai fiz a prova da funcab e passei estou no curso porem com os dias contados pois tive q entrar na justiça, por ter passado o limite de idade a prova da exatus de 2011 era minha ultima chance….

  4. raphael c paulo 22 de setembro de 2013 at 17:33 #

    entao na minha sala no ibes vv, tinha pessoa com duas provas ….. entÃo quase na hora de terminar a prova a fiscal perguntou se nao tinha entregado duas prova pra alguem … ate ai nada de mas

    mas quem me garante q nessa prova nao tinha as resposta !!!! liguei ja para M.p pra reclamar

    prova mal elaborada texto muito cansativo e varias , resposta errada ! e fiscais nada preparados

  5. duh 23 de setembro de 2013 at 9:56 #

    AMIGOS MEUS QUE FIZERAM A PROVA COM 65 QUESTÕES ESSA FOI A MELHOR DE TODAS
    ESTOU REVOLTADO POIS ESTUDEI MUITO E DEDIQUEI MEU TEMPO A ISSO, E FICO TRISTE TAMBÉM POR PESSOAS QUE TEM VONTADE DE ENTRAR PARA POLICIA E FAZEREM UM BOM TRABALHO, PERDEREM SUAS VAGAS POR CAUSA DE IRRESPONSABILIDADE DESTA BANCA.

  6. Marcelo 23 de setembro de 2013 at 9:59 #

    Melhor sorte na próxima prova, tá cheio de gente reclamando dessa prova, pedindo pra ser anulada, falando mal da banca mas todos fizeram a prova sob as mesmas circunstâncias e muitos foram bem, se houvesse uma votação pela anulação ou não, tenho certeza que a maioria votaria pela não anulação.

  7. Eric Senna 23 de setembro de 2013 at 12:48 #

    Infelizmente fomos muito prejudicados, minha esposa estava fazendo a prova e um celular de um dos candidatos tocou dentro da sala. O fiscal da sala fingiu que não ouviu . Já estávamos esperando que teria uma grande chance de dar alguma coisa errado.

  8. DANIELI 23 de setembro de 2013 at 14:23 #

    BOA TARDE A TODOS
    VERDADES TEM Q SER DITAS, UMA BANCA HORRIVEL COMO ESSA NÃO DEVERIA NEM PASSAR PERTO DE CONCURSOS MILITARES. MUITO DESORGANIZADA E MAL INFORMADA, NEM SE QUER EXIGIRAM O DOC. DE ID!
    MAIS DE 00:30 DE ATRSO Q NÃO FOI COMPENSADO, SE VIA Q OS FISCAIS CONTAVAM O TEMPO PARA ELES IREM EMBORA E NEM SE QUER ESTAVAM A PAR DO EDITAL, TODA HORA ENTRAVA E SAIA DA SALA DE AULA MUITO BARRULHO. ME SINTO PREJUDICADA! NÃO TINHA DETECTOR DE METAIS, OUVIA NA SALA CELULAR TOCANDO E NADA. TODA HORA OS FISCAIS PARAVAM PARA DAR INFORMAÇÕES DO EDITAL. FOI EXTRESSANTE. ESPERO AGORA SÓ JUSTIÇA POR PARTE DO M.P DE FORMA GERAL.

  9. Renan 24 de setembro de 2013 at 12:52 #

    Foi uma completa desorganização. A prova começou 15 minutos depois do horário e ouve varias questões com erros.

  10. JOAO PAULO SOUSA DA SILVA 24 de setembro de 2013 at 14:26 #

    BOA TARDE, ESTOU MUITO DECEPCIONADO COM ESSE CONCURSO POIS ESTUDO MUITO TODOS OS DIAS PARA PODER ENTRAR NA POLICIA MORO ATUALMENTE NO MATO GROSSO DO SUL E FUI AO ESPIRITO SANTO SO PARA FAZER ESSA PROVA POREM VI UMA GRANDE DECEPÇAO ESTOU REZANDO PARA QUE ESSA PROVA SEJE ANULADA.

  11. Lielson Scopel 24 de setembro de 2013 at 23:11 #

    Fiz a prova no IFES de Linhares e não presenciei nenhuma dessas irregularidades que foram citadas acima, a fiscalização foi muito rígida, a prova iniciou no horário correto, fui acompanhado no momento em que fui ao banheiro por fiscais. Tivemos orientação com relação a prova. Nada à reclamar da empresa que realizou o concurso. PARABÉNS EXATUS pelo excelente trabalho!!!!!

  12. kurt 25 de setembro de 2013 at 20:02 #

    concordo que a banca nao e apropriada p o concurso, mas se as pessoas que criticam tivessem ido bem na prova , duvido muito que estariam criticando, entao devemos ver os dois lados , e aqueles que foram aprovados como ficam com uma anulaçao, minha nota foi razoavel e gastei muito p realizar esta prova, nao concordo com anulaçao, seria uma falta de respeito com os aprovados , o correto seria esta banca nao realizar mas concursos como estes.

  13. Binho 25 de setembro de 2013 at 22:01 #

    Isso ae galera ,provinha mal organizada mesmo,nem o meu RG eles tinham pra conferir meu nome ..viajei 1.330 km pra fazer a prova e da nesta palhaçada

  14. Juh 28 de setembro de 2013 at 16:12 #

    Pois bem , qual palavra utilizar para definir esse concurso ? Decepção ? Talvez indignação ? Muitas respostas a uma única pergunta .
    Mas o que posso afirmar , é que faltando 15 min. para início da minha prova , recebi fotos de algumas páginas da mesma enviada por um programa conhecido por whatsapp. Na minha sala não houve sequer conferência de celulares , e as pessoas que estavam examinando não me pediram documento nenhum para que eu entrasse na sala , somente que assinasse a folha próximo ao meu nome.
    Um pouco estranho tais medidas tomadas para um concurso tão grande e tão importante , não acham ?
    E nós , que nos dedicamos ? Como será que o MP está analisando essa situação ?

  15. João Paulo 30 de setembro de 2013 at 21:59 #

    Ola meu nome é João Paulo , em meu local de prova também foi uma bagunça , no edital estava escrito que não poderia trajar bermuda , chinelo , capacete. Caneta só poderia ser usada se fosse transparente , mais não foi nada disso que eu vi , sem contar o atraso pra entregar a prova que foi de 12 minutos e faltavam 35 minutos pra terminar o tempo estipulado e mandaram eu me apressar porque não iriam dar tempo para terminar a prova sem contar que gastei R$ 350,00 pra sair de MG e me sentir injustiçado em ES … Estava animado em ir ao Rio de Janeiro, mas se for a Exatus que for aplicar a prova não irei , a falta de organização foi imensa.

  16. Fabíola 2 de outubro de 2013 at 15:14 #

    Olhem o que diz esse site >> https://secure.avaaz.org/po/petition/Cancelamento_do_concurso_publico_de_soldado_combatente_da_Policia_Militar_do_Espirito_Santo_Exatus_2013/?almczfb

    Por que isto é importante

    “Desorganização, atrasos e discussões marcaram a primeira etapa do concurso público da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), realizado neste domingo (15). Candidatos se queixam da falta de preparo por parte da comissão organizadora, dos fiscais que recolheram as provas antes do horário previsto no edital, além dos inúmeros erros de impressão encontrados nas provas. Aproximadamente 45,8 mil pessoas compareceram ao local da prova e 11,1 mil faltaram, informou a empresa organizadora do concurso, Exatus.” via http://gazetaonline.globo.com

    A prova começou com atraso, e foi recolhida antes do tempo previsto em muitos lugares, sem contar com os erros do gabarito preliminar. Também existem suspeitas de favorecimento.
    Milhares de pessoas foram prejudicadas com isso.

  17. anonimo 3 de outubro de 2013 at 19:02 #

    Querem anular a prova pq foram mal……………….. vão estudar mais………

  18. Anonimus 23 de outubro de 2013 at 11:02 #

    Mesmo que houvesse despreparo da banca, as condições eram as mesmas para todos os candidatos, então se quem esta reclamando ter sido prejudicado, os outros candidatos também foram e mesmo assim houve exito de vários. Foram favorecidos, ou fizeram por merecer? Aposto de 100% dos que falam em cancelamento da prova, todos os 100% foram eliminados… Tem umas coisas que eu li ai encima e duvido muito que aconteceu, celular tocar três vezes numa sala e o candidato não ser eliminado? Na minha sala nem com a bateria acoplada ao aparelho podia ficar, foi lido o edital e tudo transcorreu como deveria, não tenho do que reclamar. Não queiram nublar as coisas porque não lograram exito na batalha de vocês, se preparem para uma próxima, assim como que obteve exito nessa se preparou.

  19. PATRICIA CRISTINA 8 de novembro de 2013 at 13:00 #

    vc s sabem de alguima coisa sobre o CFO PMES desse ano.. Precisaria da Prova anterior a este!!
    se puder me ajudar!!!
    esta no site da Exatus o edital…

  20. re 18 de dezembro de 2013 at 11:40 #

    pediram digital no dia da prova pmes ?

  21. Carlos Tavares 28 de dezembro de 2013 at 15:42 #

    queria a prova PMES 2013 corrigida e comentada! quem tiver me envie por email! grato!

  22. Carlos Tavares 28 de dezembro de 2013 at 15:43 #

    email:carlos.tavares08@hotmail.com

  23. Luis 9 de abril de 2014 at 20:15 #

    Não acho que deveria anularem , mas sim corrigir as questões que estão erradas , erros de ortografia que induzem ao erro , me senti prejudicado na prova aplicada pela exatus aqui na prova para BM-RS , muitas questões erradas, que eu acho no mínimo umas 4 questões erradas e até um pouco absurdas !

  24. anonymus 10 de abril de 2014 at 10:47 #

    Seria passível de anulação se a banca colocasse questões relativas a assuntos não citados no edital. Fora isso, a despreparação dos candidatos não seria um fator que justificaria uma ação judicial em prol da anulação do concurso.
    O fato dos atrasos seriam passíveis de processos pertinentes aos danos à integridade moral dos candidatos, por via de uma ação impetrada no M.P, tendo em vista o descaso com os candidatos que, supostamente, tiveram sua integridade moral “ferida”.

  25. André 8 de setembro de 2014 at 19:59 #

    Essa banca Exatus é a pior banca que existe. Diversos candidatos a PMERJ se dedicaram estudando muito para prestar o concurso no ultimo dia 31/08/2014 e essa banca fez a mesma coisa ocorrida no concurso da PMES, desrespeitou totalmente a cada um dos candidatos com uma total falta de organização e uma prova totalmente divergente do estipulado no conteúdo programático do edital.
    Uma vergonha que a coorporação tenha contratado uma banca péssima para organizar um concurso tão sério que era o sonho de muitos. :-(

Deixe uma resposta