A consciência que todo concurseiro policial deve ter

Consciência policial

Se você faz concursos policiais apenas por causa do salário e da estabilidade talvez esteja fazendo algo errado. A atividade policial não é uma profissão comum, uma burocracia, onde você apenas veste a farda e comparece ao serviço. Pelo contrário: a profissão policial exige muito preparo técnico, emocional e psicológico de quem exerce a profissão.

Para mostrar isso de maneira bastante realista trago dois vídeos que ilustram cenas bastante sensíveis da atividade policial. É óbvio que fatos como os que se seguem não acontecem todos os dias, mas podem acontecer a qualquer momento. Veja (cenas fortes):

O Livro do Concurseiro Policial

O grande ponto que esses dois vídeos mostram (o primeiro da PM do Acre e o segundo da PM do Distrito Federal) é que, ao mesmo tempo que o policial passa por situações de risco extremo, deve ter a sensibilidade em nível elevado para ser capaz de acolher até mesmo crianças recém-nascidas.

Você está disposto/disposta a encarar esse tipo de desafio? É bom refletir!

Quer conhecer melhor a realidade da atividade policial junto com materiais de estudo? Pegue este material!